NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Preso suspeito de assassinar vereador em Cachoeiras de Macacu

Em 2016, Nelcemir Lagoas foi morto com quatro tiros. Essa é a segunda prisão do suspeito de ter cometido o assassinato

Vereador Nelcimer Lagoas foi com 4 tiros em 2016

Reprodução da internet

Foi preso na manhã desta quinta (5), Fábio Vieira de Souza, de 34 anos. O homem é acusado de ter matado Nelcemir Lagoas, vereador de Cachoeiras de Macacu, em janeiro de 2016. Ele foi levado para a DHNSG (Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo).

Ele já tinha sido preso na época do assassinato. As roupas que Fábio usava e que apresentavam manchas similares a sangue foram encaminhadas à perícia. Na primeira prisão, o suspeito negou ser o autor do crime. Segundo a polícia, ele era conhecido da vítima e já havia trabalhado para o vereador em uma campanha eleitoral. O homem fugiu após ter efetuado os disparos, mas teria sido reconhecido por testemunhas. Os tiros que mataram Nelcemir Lagoas atingiram o peito, o maxilar e o pescoço. A vítima chegava em casa após ter deixado o carro a cerca de 200 metros de onde morava, no Centro de Cachoeiras de Macacu.

A família de Fábio afirma que possui um vídeo que comprova que ele não estava no local no momento do crime, mas está em posse do advogado que até o momento não foi até a delegacia.

Até o momento a polícia civil não se posicionou sobre por que de novamente abrir as investigações.

Relembre o caso - O vereador Nelcemir Lagoas (PP), de 67 anos, de Cachoeiras de Macacu, foi morto a tiros na noite de 20 de janeiro de 2016, ao chegar na porta de casa, no centro da cidade. O crime, segundo a Polícia Civil, aconteceu por volta das 21h30. O parlamentar foi atingido por pelo menos quatro tiros. Na madrugada seguinte, Fábio Vieira de Souza, suspeito de matar o político, foi preso em flagrante por agentes da 159ª DP (Cachoeiras de Macacu), onde o caso é investigado.

A vítima chegou a ser socorrida e levada para o Hospital Municipal Doutor Celso Martins, mas não resistiu aos ferimentos.

Nelcemir havia estacionado seu carro a pouco mais de cem metros de sua residência quando foi abordado pelo assassino. O homem, segundo algumas testemunhas que estavam em um bar próximo ao local do crime, vestia uma bermuda bege e casaco escuro de capuz.

A Polícia conseguiu encontrar o suspeito do assassinato duas horas depois do crime próximo à rodoviária de Cachoeiras de Macacu.

Scroll To Top