NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Chapa formada por Axel Grael e Paulo Bagueira será lançada em julho

Prefeito Rodrigo Neves anunciou nesta segunda as indicações para sua sucessão

O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, confirmou Axel Grael como seu candidato à sucessão. Bagueira virá como vice

Marcelo_Feitosa

O prefeito de Niterói Rodrigo Neves (PDT) anunciou Axel Grael, atual secretário de Planejamento, como seu candidato à sucessão, durante coletiva sobre as eleições municipais, nesta segunda-feira (27). Paulo Bagueira (SDD) virá como vice-prefeito. A promessa do sucessor é dar continuidade ao trabalho que está sendo desenvolvido.

“Estou muito feliz, igual pinto no lixo. Essa chapa é a cara de Niterói. Tenho certeza que com a habilidade política que o Bagueira desenvolveu ao longo de sua trajetória e com a experiência de gestão que o Axel tem, vão fazer essa síntese perfeita entre a gestão e a política para fazer uma boa campanha, ganhar a eleição e fazer um bom governo para o povo de Niterói”, disse Rodrigo Neves.

Axel Grael, que atualmente é filiado ao Partido Verde, irá se filiar ao PDT, na próxima quarta-feira, na sede do partido, no Centro. O secretário de planejamento venceu uma disputa interna pela vaga incluía a secretária municipal de Fazenda, Giovanna Victer; Chico D’Angelo (PDT); Waldeck Carneiro (PT), Comte Bittencourt (Cidadania) e o próprio Bagueira.

“O Axel é o perfil mais desejado pelo niteroiense para seguir com o nosso trabalho. Tive ao meu lado, durante quase 8 anos, uma pessoa absolutamente extraordinária. Um ser humano ímpar, íntegro, que foi muito leal ao longo dos anos. Esteve ao nosso lado nos momentos de alegria e tristeza. Assim como o Axel, tive o Bagueira como um amigo, um irmão. Tenho gratidão eterna por conta da lealdade a mim e a cidade. Além disso, ele tem espírito público. Sempre falamos, a Câmara precisa ter independência, como teve em várias ocasiões, mas, sobretudo, em momentos de crise, ter uma atitude de cooperação. E Niterói só superou essa crise graças a união e cooperação”, analisou o prefeito, que segue confiante quanto ao apoio do eleitor niteroiense.

“Tenho certeza que os cidadãos de Niterói que são esclarecidos, bem formados, vão optar por seguir adiante com inovação e não dar ‘cavalo de pau’, no sentido de interromper projetos e retroceder. E tenho certeza que o niteroiense não quer sofrer com os extremismos que temos visto na política, que muitas vezes paralisam a administração pública. E sei que o niteroiense também não vai querer os aventureiros que não têm nenhuma condição de administrar a cidade com a complexidade de Niterói”, afirmou Neves.

Para Axel Grael, caso eleito, o trabalho será de continuidade. Ele que foi vice-prefeito de Rodrigo Neves em 2012 - sua primeira experiência eleitoral -, tem como meta seguir as obras em andamento.

“É imprescindível manter os programas de planejamento. Vamos ouvir a sociedade para perceber o que desejam. Quem tem experiência na gestão pública sabe que é uma corrida sem linha de chegada. Quando você resolve as demandas do momento, a própria população renova suas expectativas e ambições. E é importante que as pessoas cobrem e acompanhem o trabalho do governo. Vamos ganhar essa eleição porque a população reconhece o trabalho que está sendo feito”, afirmou Axel.

Paulo Bagueira reafirmou que o projeto de governo é dar sequência ao trabalho que Rodrigo Neves vem desenvolvendo na prefeitura.

"Existe um programa de governo que não termina em 2020, queremos prosseguir com o trabalho. O importante é manter a continuidade dos resultados”, disse o candidato a vice.

Sobre a troca de partido, o candidato a sucessor à prefeitura de Niterói viu como um processo natural.

“Tenho uma identificação muito grande com o PDT. Trabalhei no segundo governo Brizola, e nessa época me aproximei muito do senador Darcy Ribeiro, com quem desenvolvi muitos projetos. Tenho uma afinidade muito grande com o partido e vejo a mudança com muita naturalidade”, garantiu Axel.

Quando questionado se a indicação de Axel como seu sucessor era uma forma de se manter no poder - situação que vem sendo questionada pelos adversários à candidatura -, Rodrigo Neves afirmou que não tem apego ao poder.

“Depois de oito anos, integralmente dedicado à cidade, digo com muita satisfação que ‘a casa está arrumada’. Tenho certeza que o Axel tem condições de fazer um governo ainda melhor. Não tenho tenho apego ao poder”, garantiu.

Para apoiar a candidatura, a chapa deve contar com as alianças de mais de 10 partidos, como PDT, PPS, SDD, PP, PSdoB, PT, PSB, Patriotas e Partido Avante. O lançamento oficial da chapa acontece no mês de julho.

 

Scroll To Top