NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Saiba quais são as parasitoses mais frequentes

ASCARIDÍASE - lombriga

ascaridíase é uma parasitose causada pelo verme Ascaris lumbricoides, também conhecido como lombriga. Pode ter diferentes tamanhos, podendo medir até 40cm de comprimento.

As pessoas adquirem a doença ingerindo alimentos contaminados com os ovos do verme, como comer frutas e verduras não lavadas de forma adequada ou ao brincar com a terra que contenha os ovos, levando as mãos sujas à boca.

As pessoas podem não ter sintomas ou apresentar dor na barriga, náuseas e vômitos. As larvas, durante o seu trajeto, ao passar pelos pulmões, podem provocar tosse, algumas vezes até febre com dor no peito e presença de catarro, sendo que algumas vezes o catarro pode apresentar-se com sangue. Nas infestações maciças, pode ser observada a eliminação dos vermes pela boca, nariz ou pelas fezes. Pode ocorrer obstrução intestinal, sendo necessário avaliação medica e internação hospitalar para a resolução do problema.

ANCILOSTOMÍASE

Também conhecida como amarelão.

Mundialmente, há relato que entre 576 e 740 milhões de pessoas estão infectadas por ancilóstomos. A infecção é mais comum nas áreas tropicais, onde as condições sanitárias são precárias. Os ancilóstomos se desenvolvem em locais quentes e úmidos.

O ancilóstomo, ou também amarelão, pode infectar as pessoas que andam descalças, pois a larva da ancilostomíase vive no solo, podendo penetrar na pele das pessoas, geralmente causando uma irritação na pele (erupção cutânea) pruriginosa (com coceira), no local em que as larvas penetram a pele.

Pode apresentar um quadro de febre, tosse e respiração sibilante (chiado) pela passagem pelo pulmão, ou dor na barriga (abdominal), com perda de apetite e diarreia.

O ancilostomídeo suga o sangue através da parede do intestino, podendo levar à anemia e até cansaço (fadiga) decorrente da inflamação.

Os médicos fazem o diagnóstico da infecção através da identificação dos ovos de ancilostomíase em uma amostra de fezes.

ENTEROBÍASE ou OXIURÍASE (coceira anal)

O oxiúro é um verme com menos de 15mm ou no máximo 20mm de comprimento, e que costuma parasitar o intestino, sendo conhecido por causar coceira na região do ânus, principalmente à noite.

A infecção ocorre após a ingestão de ovos de oxiúros. As larvas se rompem no intestino delgado, migrando para o intestino grosso, costumando maturar em torno de duas a seis semanas, com o acasalamento dos vermes adultos. Após os ovos se desenvolverem, a fêmea adulta sai pelo ânus para colocar ovos. Esses ovos são depositados ao redor do ânus. Com a coceira no bumbum, os ovos podem ser transferidos para as unhas, roupas pessoais, roupas da cama, podendo sobreviver até três semanas, a uma temperatura ambiente habitual.

Muitas vezes os ovos são levados a boca através dos dedos contaminados ou através de alimentos contaminados. As crianças podem voltar a se reinfectar ao transferir os ovos da área ao redor do ânus para a boca, sobretudo aquelas crianças que têm o hábito de chupar os dedos.

Nas meninas, também pode apresentar corrimento vaginal, devido a migração dos vermes diminutos do ânus para a vagina. A infecção pode ser diagnosticada ao encontrar os ovos ou, por vezes, o oxiúro adulto ao redor do ânus.

TENÍASE-Solitária

A tênia é considerada o maior parasita do homem, podendo medir até 12 metros de comprimento. A principal complicação da teníase é a neurocisticercose, que é a presença de cistos da tênia que vão para o cérebro das pessoas. Sua transmissão pode ocorrer pela ingestão de carne do porco crua ou malcozida.

Scroll To Top