Procissão marítima e missa para Nossa Senhora da Boa Viagem

Cidades
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Fechada há cerca de 30 anos, a Ilha da Boa Viagem passou por uma repaginada, e hoje é um dos principais pontos turísticos da cidade de Niterói

Foto: Divulgação / Neltur

Um dos principais cartões-postais de Niterói, a Ilha de Boa Viagem, reaberta há oito meses pela Prefeitura após numerosas obras de recuperação, será palco neste domingo, 23 de outubro, de missa especial em homenagem a Nossa Senhora da Boa Viagem. Será a retomada de uma tradição do século XVII, com a realização de Procissão Marítima em honra da padroeira com término na Ilha, que vem sendo visitada por turistas do Brasil e do mundo.

A realização do evento é do Apostolado de Nossa Senhora da Boa Viagem e do 4º Grupo Escoteiro Gaviões do Mar da Boa Viagem, com apoio da Paróquia de São Domingos de Gusmão e da Niterói Empresa de Lazer e Turismo (Neltur). A saída está prevista para as 8h, na Marina do Shopping Bay Market. As embarcações devem chegar às 9h na Boa Viagem. Às 10h acontece a missa.

Fechada há cerca de 30 anos, a Ilha da Boa Viagem passou por uma repaginação e hoje é um dos principais atrativos turísticos da cidade com acesso aos sábados, domingos e feriados nacionais. Funciona nos horários de 9h às 12h, e de 14h às 16h. Por dia, são feitas quatro saídas, às 9h, às 11h, às 14h e às 16h, em grupos de cerca de 30 pessoas.

Dos turistas estrangeiros, a maioria veio de Argentina, Peru e Colômbia, mas já apareceram visitantes da Bulgária, França, Chile, Rússia, Paraguai, Bolívia, Filipinas e Canadá. Dos estados brasileiros, os visitantes foram de Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Pernambuco e Pará. Entre os brasileiros, a maioria foi proveniente das cidades vizinhas do Rio de Janeiro, São Gonçalo, Maricá e Itaboraí.

De acordo com o Presidente da Neltur, José Haddad, foi uma visão de futuro para o turismo de Niterói a abertura da Ilha para a população. O Apostolado mantém também a tradição de, todo quarto domingo do mês, realizar uma missa no alto da Ilha na Igreja de Nossa Senhora da Boa Viagem.