Rioprevidência vai exigir prova de vida

Cidades
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times



A partir do segundo semestre, a prova de vida passará a ser exigida aos mais de 250 mil aposentados e pensionistas do Estado do Rio de Janeiro. Essa ação será mais um mecanismo para evitar os pagamentos indevidos de benefícios previdenciários, evitando situações em que outras pessoas continuam recebendo o pagamento de alguém que faleceu. A prova de vida faz parte de um conjunto de ações realizadas pelo Rioprevidência para verificar se beneficiários continuam com direito a receber pensão e, se for o caso, fazer cessar, o mais rapidamente possível, o pagamento de benefícios a quem não se enquadra mais na Lei.

O procedimento ficará a cargo do Banco Bradesco, responsável pela administração da folha de pagamentos do Estado, e deverá ser realizado no mês de aniversário do beneficiário. Todos os beneficiários serão avisados da prova de vida com antecedência.

 Além da ação de prova de vida, o Rioprevidência realizou uma parceria com o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro para que os cartórios do Estado informem os registros de óbitos, facilitando o combate a irregularidades. 

 Até o mês de dezembro de 2017, a auditoria da folha de pensão do Rioprevidência gerou uma economia acumulada de R$ 1,733 bilhão, o equivalente a R$ 36,5 milhões por mês, tendo sido suspensos mais de sete mil benefícios i?rregulares de filhas maiores, de legatários e de viúvos. 

Para otimizar todo o processo de auditoria, está sendo utilizado o Sistema de Cooperação Previdenciária – SICOPREV, desenvolvido pelo Rioprevidência, cujo objetivo é a melhoria da gestão da base de dados dos servidores ativos, inativos e pensionistas entre os Regimes Próprios de Previdência Social dos entes federativos.