Segurança em parceria com ações sociais

Cidades
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

É com grande contentamento que a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Niterói celebra as ações que vêm sendo desenvolvidas nas reuniões do Conselho Comunitário de Segurança (CCS), realizadas mensalmente na sede da entidade. Além de cumprir com o seu papel de aproximar a comunidade das autoridades de segurança pública do município, servindo como espaço democrático e aberto a todos que desejam participar ativamente da construção de soluções para as questões relacionadas à segurança da nossa cidade, o conselho tem sido também o local escolhido para o anúncio de diversos projetos, inclusive de cunho social.

Somente esse ano, tivemos vários projetos importantes que são frutos das ideias originadas e amadurecidas no Conselho, como o Niterói Mais Segura e, mais recentemente, a campanha Esquenta Niterói, organizada pelo 12º Batalhão de Polícia Militar de Niterói com o objetivo de receber doações de roupas de inverno para serem distribuídas à população de rua e a pessoas em situação de vulnerabilidade social. A ação, segundo o coronel Márcio Oliveira Rocha, arrecadou uma tonelada de peças, que foram entregues na Paróquia São Francisco Xavier, em São Francisco.

E na nossa última reunião, realizada nesta quinta-feira, 31, tivemos mais uma novidade: o lançamento da campanha Brinca Niterói, também organizada pelo batalhão, e que agora tem como objetivo arrecadar brinquedos para serem doados no Dia das Crianças. Os interessados em contribuir com esse movimento de solidariedade podem deixar suas doações na sede do 12º BPM, que fica na Avenida Jansen de Melo, no Centro, ou nos quartéis do Corpo de Bombeiros.

Outro destaque do conselho foi a escolha das reuniões como base para uma pesquisa que está sendo desenvolvida pelos alunos do curso de Bacharelado em Segurança Pública e Social da Universidade Federal Fluminense (UFF). De acordo com a professora Luciane Patrício, o levantamento terá duração de um ano, e serão usadas em sua metodologia as reuniões do CCS, entrevistas com participantes da sociedade civil e autoridades de segurança e, após a conclusão, o material será compartilhado com o conselho.

E é por essa e outras razões que considero um verdadeiro privilégio a participação da CDL junto ao conselho, pois nesses encontros conseguimos unir a vocação da Câmara, como entidade representativa do comércio, a uma das nossas maiores bandeiras, que é a responsabilidade social. Vamos juntos!