Arte que vem da reciclagem

Entretenimento
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

A exposição traz peças produzidas através da reciclagem de banners, lonas vinílicas de publicidade e de ações promocionais

Foto: Divulgação

A Sala Cultural Leila Diniz traz ao público, a partir do dia 3,  a mostra “Metamorfoses”. A exposição  traz peças produzidas através da reciclagem de banners, lonas vinílicas de publicidade e de ações promocionais. Como resultado: bolsas, malas, nécessaires e objetos de moda casa dão nova cara ao que viraria lixo.

O objetivo é passar a mensagem de um processo de transformação e para proporcionar uma exposição de caráter mais metafórico, é que surgiu o nome Metamorfoses, que lembra todo o procedimento de mudança que o material sofre e as pessoas passam. A apresentação segue a lógica das quatro fases da metamorfose, contando em imagens as fases da produção, do molde, a peça em processo de costura e pronta.

A empresa social Tem Quem Queira, responsável pela mostra, acredita que “boas ideias e atitudes simples podem mudar o planeta. Sendo assim, ela investe nesta causa, a fim de criar oportunidades, gerar renda e possibilitar a reinserção social de presidiários, ex-presidiários e também moradores de comunidades, que geram mão de obra para a empresa. A empresa é uma porta de transformação tanto para a lona, que é um material utilizado com finalidade específica e descartado no meio-ambiente, quanto para as pessoas envolvidas no projeto”, explica a organizadora do evento, Gabriela Hall.

A Sala Cultural Leila Diniz fica na Rua Heitor Carrilho, 81, Centro, Niterói. De 03 de março a 01º de abril. De segunda a sexta, das 10h às 17h. Entrada franca. Classificação: livre. Telefone: 2717-5299.