Clássico paulista na Vila Belmiro

Esportes
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

O técnico Dorival Junior tenta levar o Santos a um triunfo sobre o Palmeiras, nesse sábado (29), à noite, na Vila Belmiro, pelo Brasileiro

Foto: Ivan Storti / Santos FC

Final e semifinal de Campeonato Paulista. Final de Copa do Brasil. A frequência com que Palmeiras e Santos se encontraram em jogos decisivos fez a rivalidade entre as equipes crescer consideravelmente nas duas últimas temporadas. Às 19h30 (de Brasília) desse sábadao (29), na Vila Belmiro, os clubes voltarão a protagonizar outra “final”. Válida pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, a partida será crucial para as pretensões de ambos em 2016. Na liderança do Brasileirão, com 67 pontos, o Palmeiras dará um grande passo rumo ao título nacional se derrotar o rival alvinegro na Vila Belmiro – algo que não ocorre há seis anos. Já o Santos, atual quarto colocado, com 58 pontos, quer frear os planos do adversário para voltar a sonhar com a remota possibilidade de alcançar o topo da tabela.

A importância do clássico cresce de tamanho por conta do confronto direto entre Flamengo, vice-líder, e Atlético-MG, terceiro colocado do Brasileirão. Os times medirão forças no estádio Independência, em Belo Horizonte, no mesmo horário do duelo entre os paulistas. A principal novidade do Palmeiras está no gol. Jailson, destaque alviverde neste Brasileirão, será desfalque por conta de uma suspensão. O técnico Cuca fez mistério, mas deverá escalar como titular Vinicius Silvestre, que estreará nos profissionais do Verdão aos 22 anos. No ataque, Gabriel Jesus retorna de suspensão para jogar aberto pela ponta direita. O escolhido para atuar centralizado deve ser Lucas Barrios, que agradou Cuca nas duas últimas partidas que iniciou como titular.

Pelo lado santista, uma vitória mantém viva a esperança de conquistar o título, pois diminuiria para seis pontos a diferença para o rival. Já para os palmeirenses, um triunfo na Vila mataria dois coelhos com apenas uma cajadada. Afinal, o Verdão praticamente tiraria o alvinegro da disputa, abrindo 12 pontos de frente, e ainda manteria, no mínimo, a vantagem de seis pontos na liderança, faltando cinco rodadas para o término do torneio.

E para o clássico deste sábado, o técnico Dorival Júnior tem um problema importante na equipe. Fora dos treinamentos desde o começo da semana, o meia Vitor Bueno não conseguiu ficar 100% fisicamente e está fora da partida. Ele se recupera de uma lesão de grau 2 no músculo adutor da coxa esquerda. Em compensação, o comandante poderá contar com o artilheiro Ricardo Oliveira. Após sentir uma fisgada na coxa direita, na vitória do Santos por 1 a 0 sobre a Chapecoense, no último domingo, na Arena Condá, o atacante vem treinando normalmente e estará entre os titulares.