Estreia em meio a problemas políticos

Esportes
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

O meia Nenê irá liderar o Vasco na busca de mais um título carioca. O time estreia contra o Bangu, em São Januário

Foto: Paulo Fernandes / Vasco

No ano em que retorna à Libertadores, o Vasco inicia a temporada de forma conturbada fora de campo. Dentro dele, os cruz-maltinos estreiam hoje, às 19h30, contra o Bangu, em São Januário, com portões fechados, pelo Campeonato Carioca.

O confronto chegou a ser colocado em risco por conta da falta de luz em São Januário. A Light cortou a luz do estádio pelas instalações antigas, e só irá fornecer novamente após modernização do sistema. Como a partida está marcada para as 19h30, os dirigentes cruz-maltinos adiantaram-se e vão alugar geradores para garantir a realização do jogo.
Além deste problema, o Vasco estreia no Carioca tendo “três” presidentes. Ainda sem a reunião do Conselho Deliberativo para escolher o novo mandatário, o clube será gerido pelos três candidatos: Eurico Miranda, Julio Brant e Fernando Horta, segundo decisão da justiça.

Alheio aos problemas extracampo, o técnico Zé Ricardo espera que o Vasco possa começar bem a temporada visando a Pré-Libertadores.

“ Temos uma base, apesar das mudanças, que são normais. Esperamos na quinta já mostrar um futebol de bom nível. Claro que ainda vamos sentir um pouco, mas tomara que a gente comece com o pé direito, até para dar confiança”, disse.

Para está partida, somente o zagueiro Luiz Gustavo deverá ser a novidade. Os demais contratados poderão ficar como opção no banco de reservas. A parte defensiva foi a mais modificada neste ano, com somente o goleiro Martín Silva mantido como titular.

Pelo lado do Bangu, o pensamento é de aproveitar o momento conturbado do Vasco para iniciar bem o Campeonato Carioca. A equipe comandada por Alfredo Sampaio está confiante em um bom resultado em São Januário.

“O Bangu vai entrar em campo pensando em vencer. Não podemos ter meio termo. A gente sempre tem que focar e almejar o melhor resultado possível. Sabemos que será um jogo difícil, o Vasco terminou o ano em alta e tem uma grande equipe. Mas sempre digo que devemos buscar iniciar as competições com o pé direito”, disse o zagueiro Michel. O destaque da equipe banguense é o veterano Almir, que já teve passagem pelo Botafogo e comanda o meio-campo.

Eurico coloca a estreia do Vasco sob risco

Em entrevista coletiva surpresa, concedida ontem, em São Januário, o ex-presidente Eurico Miranda afirmou que nãoassumirá responsabilidade com a lógística do jogod esta noite contra o Bangu.

“O jogo dificilmente será realizado. Pode até acontecer, não comigo de responsável. Eles estiveram aqui para saber quem é o responsável pelo jogo, mas não tem. Se eles (pessoal da Ferj) quiserem, eles que assumam bilheteria, catraca, tudo”, declarou.

O antigo mandatário, que ficará como administrador do clube até sexta ao lado de Julio Brant e Fernando Horta, disse que não tomará nenhuma atitude e não pagará as passagens para ao Chile, onde o time estreia na Libertadores, no dia 31, contra o Universidad Concepción. Mais tarde, após as declarações, Eurico se reuniu com Julio Brant, Fernando Horte e Otto Carvalho (antigo candidato a presidência) para tomar as medidas necessárias para o funcionamento do Vasco até a próxima sexta-feira, quando ocorrerá a eleição indireta do clube, através do Conselho Deliberativo para empossar o novo presidente.