Projeção de um ano melhor em 2018

Esportes
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

O atacante Henrique Dourado fez uma grande temporada com a camisa do Fluminense, tendo marcado 32 gols no total

Foto: Lucas Figueiredo / CBF

Um ano de dificuldades coletivas, mas de muitos gols e metas alcançadas, projetando assim um 2018 de muitas ceifadas. Assim, Henrique Dourado sai de 2017 e planeja uma nova temporada de sucesso. 

Na entrega do Prêmio Craque do Brasileirão, onde foi eleito melhor atacante e recebeu o troféu de artilheiro, ele avaliou o ano do Fluminense. 

“Primeiro semestre foi um time que surpreendeu a muitos e o próprio torcedor acabou abraçando o time. No entanto, sofremos com lesões e com um elenco curto, isso dificultou a sequência do Brasileiro, e muitas vezes a falta de experiência ou malandragem também atrapalhou. Foi um ano de aprendizado, sofremos muito, deixamos muitos pontos escaparem por detalhe e, no Brasileiro, isso é crucial. Espero que nos próximos anos possamos conquistar coisas maiores”, avaliou, completando em seguida, comentando sobre suas metas alcançadas neste ano. 

“Passar minha melhor marca no último ano, e a ideia era chegar à marca dos 30 gols. E quando eu cheguei aos 30, estipulei fazer mais cinco gols e chegar aos 35. Mas as outras que eu alcancei, consegui como fazer 30 gols, conquistar um título (Taça Guanabara) e ser artilheiro. Eu mantive o segredo porque, como eu alcancei a marca, se eu parasse de fazer gols, iam dizer que eu teria acomodado”, revelou.

O Ceifador tricolor disse que segue no Flu e projetou a próxima temporada. 

“Olha, esse ano de 2017 foi um ano em que eu particularmente consegui atingir minhas marcas e espero que 2018 seja um ano de muito sucesso. Teremos momentos difíceis, mas vamos enfrentar e quando se trabalha a recompensa vem. Poderíamos fazer mais em 2017, perdemos muitos pontos por detalhe e todo elenco saiu com esse gostinho. Que sirva de aprendizado para que em 2018 a gente possa buscar uma Libertadores e um título”, concluiu.