Assaltos frequentes na Rua 5 de Julho

Polícia
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Segundo moradores, fuga de ladrões é facilitada por passagem ao lado de canal

Foto: Marcio Bulhões/Colaboração

Em Icaraí, moradores estão evitando sair de casa, principalmente à noite, devido aos frequentes assaltos no bairro. Na Rua 5 de julho, bandidos armados se escondem perto de um canal que corta a via para surpreender pedestres, motoristas e pessoas que ficam em um ponto de ônibus próximo. Policiais militares do 12º BPM (Niterói) até são vistos durante o dia fazendo patrulhamento na região em viaturas e a pé, no entanto, segundo moradores, à noite eles desaparecem.

Segundo moradores, a fuga dos bandidos é facilitada por uma passagem que fica ao lado do córrego e segue em direção ao Morro do Cavalão. Carros não conseguem passar pelo curto espaço, e, desta forma, os criminosos conseguem fugir.

Um porteiro de um prédio no local lembrou que há cerca de um mês bandidos fecharam a rua com um carro e roubaram outros dois veículos.
“A gente sempre vê a polícia passando, mas nunca param ou ficam baseados aqui neste acesso. Esse ponto aí vive vazio porque as pessoas têm medo de parar aqui por conta dos assaltos. Eles fogem sempre pelo mesmo caminho. Há mais ou menos um mês, um carro parou aqui, dois homens desceram armados e roubaram dois carros”, lembrou.

O comandante do 12º BPM (Niterói), coronel Marcio Rocha, garantiu que neste mês um cinturão de segurança nos bairros de Icaraí, Jardim Icaraí e Santa Rosa foi montado. Segundo ele, toda a região está com o policiamento reforçado.

“Já estamos desde o início do mês com o policiamento reforçado. Os policiais que chegaram em substituição aos que acabaram presos [acusados de receber propina de traficantes quando eram lotados no Batalhão de São Gonçalo] já foram deslocados para toda a região. Os 16 policiais estão baseados em viaturas e a pé em toda região. A curto prazo esses índices de criminalidade na região irão diminuir. E, com certeza, nesse ponto da 5 de Julho também”, destacou.

Crime – Um jornalista escapou de um assalto na noite de quinta-feira, na Rua Joaquim Távora. Ele contou que estava chegando em casa por volta das 21 horas, quando percebeu a aproximação de duas motos. 

“Escutei quando um deles falou: ‘Vamos encostar aqui.’ Vi quando um dos ocupantes vinha na minha direção e colocou as mãos por baixo da blusa como se fosse pegar algo. Na mesma hora eu entrei para a recepção de um hotel que fica ao lado”, contou. 

O jornalista disse ainda que quando entrou no hotel, funcionários disseram que minutos antes ouviram gritos na rua de “pega ladrão”. 

“Foi tudo muito rápido e, no nervosismo, entrei para o hotel. Pode ser que esses homens de moto tenham roubado outras pessoas”, disse ele.